Amor incondicional

Amor incondicional

Escrito por: Laura Kloosterman | Publicado: quarta-feira, 28 de novembro de 2012

A realidade de que Linda e Vern não podiam ter filhos, deu a eles continuamente a sensação de que faltava algo em suas vidas. Nessa angústia eles se voltaram para Deus. Ele deu uma resposta para suas orações, mas totalmente diferente do que eles esperavam.

„Quando éramos jovens investimos todos nossos pensamentos e energia na carreira. Mas depois dos 35 anos a realidade passou a nos alcançar. Não podíamos ter filhos e por isso tínhamos a sensação de que nos faltava algo.“

Diante de mim tenho uma paisagem magnífica. Eu entro em um caminho longo e cheio de curvas que me leva a uma grande e bonita casa.

Aqui bato na porta e sou recebido por Linda, uma mulher de meia idade e com aparência alegre. Aparentemente ele voltou há pouco de um dia trabalhoso. Apesar dela mesma estar cansada ela me convida para entrar. Estou com sorte pois Vern, seu esposo também está em casa. Foi um longo dia para os dois, mas ela me instiga a ficar mais um tempo.
 

„Nós chamamos a Deus na nossa angústia – porque precisávamos de mais sabedoria e paciência.“

Eu tomo assento no escritório e enquanto espero por eles, me pergunto o porque de terem uma casa tão grande, embora estão apenas em dois. Eu olho a minha volta e descubro fotos por todo lado. Não são quadros mas sim fotografias de pessoas, na maioria jovens. Por que jovens? Não demora muito e se torna claro:

No ano de 1993 Vern e Linda encontraram „Brunstad Christian Church“. Linda lembra: „Quando éramos jovens investimos todos nossos pensamentos e energia na carreira. Mas depois dos 35 anos a realidade passou a nos alcançar. Não podíamos ter filhos e por isso tínhamos a sensação de que nos faltava algo.“ Com essa angústia Vern e Linda se voltaram para Deus. Pouco tempo depois tiveram contato com a igreja. Deus ouviu suas orações de uma maneira muito diferente da qual esperavam.

Vern continua a contar: „Embora, do ponto de vista da idade, tenhamos deixado o tempo da juventude para trás, Deus foi misericordioso com nós. Ele nos presentou com uma juventude tardia, na igreja - a base para nosso desenvolvimento em continuação. O vazio que sentíamos anteriormente, agora estava preenchido por experiências ricas. E não somente isso.
Também recebemos ajuda de base para nossas situações diárias e a possibilidade de sermos totalmente libertos do nosso egoísmo.   Ao invés de estarmos apenas ocupados com nós mesmos, nos decidimos por uma vida sob a direção de Deus. Nessa época morávamos em Syracuse, Nova York.“
Vern continua a dizer que ele não tinha a sensação de poder dar muito, pois tinha chegado a conclusão de que as crianças e jovens tinham muitas necessidades. Ambos reconheceram que esses pequenos corações sensíveis eram muito vulneráveis para as influências negativas da escola e do trabalho. Muitas das pessoas jovens tinham tomado uma decisão errada e isso entristeceu muito os dois. Vern sabia que tinham que ter algo com o qual podiam se ocupar. „Clamamos a Deus na nossa angústia, pois sentimos que precisávamos mais sabedoria e paciência para eles.“ Vern e Linda trabalhavam intensivamente para organizar atividades, passeios e tours. „Foram horas muito bonitas que vivenciamos juntos. Os jovens estão cheios de vida“, diz Vern com calor e entusiasmo.

„Em meio a todos os acontecimentos eles precisavam de uma base espiritual através da palavra de Deus.“

O casal não sentia apenas a necessidade de guardar os jovens de experiências negativas, para os dois também era muito importante passar a eles algo da palavra de Deus. Eles pensavam na sua própria vida, como a mesma se encontrava em constante processo de transformação, porque seguiam o exemplo de Jesus com a ajuda da palavra de Deus, Jesus que viveu como homem aqui na terra.

„Em meio a todos os acontecimentos eles precisavam de uma base espiritual através da palavra de Deus“, sublinha Vern.
As reuniões trouxeram possibilidades valiosas para semear a palavra de Deus, através disso receberam entendimento da vontade de Deus o que se tornou ajuda nas circunstâncias diárias. „Quanto mais passamos a amar as pessoas jovens, tanto mais fomos amados! O que o futuro nos deve trazer, será o melhor para nós, não temos falta de nada.“

A campainha toca e entram alguns jovens. Eles se sentem visivelmente em casa, na sala ao lado. Alguns começam a jogar bilhar, outros sentam no piano. Agora recebo uma luz: Essa casa não é, portanto, tão grande, porque Linda e Vern precisam para eles, mas sim apenas para receber todos os hóspedes que continuamente entram e saem. Uma coisa ficou clara para mim: Esse casal vive exclusivamente para o alvo, ser uma bênção para os jovens.

Eu sinto que é hora de encerrar a entrevista, pois precisam dar atenção aos seus hóspedes. Para encerrar Linda olha para Vern e diz: „Quanto mais amamos essas pessoas jovens, tanto mais somos amados! O que o futuro nos deverá trazer, coopera para o nosso bem, não temos falta de nada.“
Ela sorri e acrescenta: „Deus é bom!“