"As bombas caíam a cada dois minutos"

Escrito por: Ruben Ellefsen & Trond Eivind Johnsen | Localizar: Ziv'on, Israel | Publicado: segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Em julho de 2006 depois de uma sequência de inquietações na fronteira israelita-libanesa, eclode o conflito entre Israel e o Líbano. Esse conflito exigiu cerca de 1300 vidas humanas, além de levar a grandes destruições em chão Líbano e Israelita.
 

Grande parte dos combates, que aconteceram nesses 34 dias no verão de 2006, foram no norte de Israel. Aqui, apenas alguns quilômetros ao sul da fronteira, mora um oficial e pai de família israelense Zvi Okun (48 Jahre), em uma pequena colônia, a Kibbuz Ziv’on. Quando o conflito começou, as bombas do Líbano começaram a cair na pequena colônia, e naturalmente todos moradores fugiram imediatamente para o Sul, com exceção de  Zvi e sua família. Deus mostrou claramente a Zvi e sua esposa, que é seguro ficar ali. E em fé a Deus eles escolheram juntamente com seus 7 filhos, a permanecer sob a chuva de bombas. A maioria certamente consideraria essa atitude como loucura, mas para Zvi e sua família essa escolha estava amparada em uma fé forte e convicção á Deus.

As crianças brincavam fora, enquanto as bombas voavam sobre suas cabeças. Depois de ver seus pais em uma fé firme em Deus, as crianças não deram ocasião ás preocupações, brincavam intocadas dos mísseis que voavam sobre suas cabeças. Essa confiança também fez com que Zvi, ao saber que uma bomba havia caído no seu jardim sem explodir, pudesse dizer: „naturalmente ela não explodiu!“ Ele sabia que Deus cuida dele e da sua família.

„Mil cairão ao teu lado, e dez mil á tua direita, mas tu não serás atingido.“ Salmo 91,7  Esse versículo bíblico Zvi toma para si, quando pensa no que passou, o que aconteceu nessas semanas estranhas de verão no ano de 2006.

 

Naturalmente ela não explodiu!