'Não há alegria de viver sem lutas'

"Não há alegria de viver sem lutas"

Escrito por: Karen-Birgitte Larsen, Judith Grimes | Publicado: sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2011

Cada manhã Liv e Bernt Stadven acordam com uma alegria indiscritível pela vida e o dia, que podem compartilhar juntos.
 

O sol encontrou o caminho para entrar na sala de Liv e Bernt, e lança alguns raios aquecidos, no local onde estão dependurados alguns portas retratos com fotos de filhos e netos. Para eles é a melhor hora do dia, e o casal compartilha o sofá confortável.

„Cada dia, que agora podemos estar juntos, é uma alegria excepcionalmente grande!“

Não é difícil ver que,  Bernt e Liv são felizes um com o outro. Eles tiveram 53 bons anos juntos, e desfrutam aparentemente a vida e a companhia do outro.

„É especialmente bonito pela manhã. Bernt esteve fora muitas vezes, e cada dia, que agora podemos estar juntos, é uma alegria excepcionalmente grande“, diz Liv, ao que Bernt concorda:
„Sim, eu estou muito feliz em poder acordar contigo, Liv“, diz ele para sua esposa.

"A palavra de Deus é verdadeira!"

Com oito filhos e muitas atividades na igreja, teve dias agitados. Muitas vezes eles perceberam que as suas reações naturais humanas queriam aparecer. Mesmo assim, tinham a fixação sempre, de que, todas as suas reações, que não estivessem unidas com a vontade de Deus, deveriam ser negadas através do poder de Deus.

Bernt lembra bem do tempo, quando ele tinha muito o que fazer, e foi atormentado por preocupações e pensamentos difíceis. Como sempre ele sabia que encontraria ajuda na bíblia, e em filipenses 4 versículo 6 ele encontrou o que precisava:

„Não estejais inquietos por coisa alguma: antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplicas, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus!“

„Quando você começou a viver segundo a palavra de Deus, então não tens vontade para outra coisa "

„Quando você começou a viver segundo a palavra de Deus, então não tens vontade para outra coisa – sendo assim, fiz exatamente como está escrito, e trouxe toda minha preocupação diante de Deus com oração e ação de graças“, conta Bernt, que decidiu-se ser vigilante até que os pensamentos foram vencidos.

 

As quatro da madrugada Bernt orou a Deus, até que, de repente, recebeu força de Deus, para ter vitória sobre pensamentos de preocupação e pode se deitar em uma atmosfera fantástica.

”É algo especial perceber que a palavra de Deus é verdadeira. O evangelho é tão claro, e independente de onde lês, está tão claramente escrito aquilo que temos a fazer. Quando você começou a viver segundo a palavra de Deus, então não tens vontade para outra coisa “, diz Bernt.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Aqui você percebe a alegria!"

Bernt pega a mão de Liv. Eles passeiam pela vizinhança, onde viveram os últimos 50 anos pensando no que passou. Negar sua própria vontade, ao invés de fazer a vontade de Deus, como Jesus fez, custa sofrer um pouco. Como pessoa queremos insistir em nossos direitos, nas diversas situações.

„A maioria das pessoas precisam agir em conjuto, as vezes. Porque aqueles que são diretos muitas vezes não são queridos. Ficar junto de maneira forçada não é duradouro. É necessárior se humilhar e descer, para poder manter o próximo mais alto “, diz Liv e esclerece, que da mesma maneira como Jesus se humilhou, é possível se humilhar nas situações que aparecem e vencer, ao invés de pecar.

„Ficar junto de maneira forçada não é duradouro!"

"São os padecimentos de Jesus. E se você fez isso, então percebes uma alegria! Cada vez fica mais fácil, e aquilo que nos encomodava antigamente, desaparece."

Bernt cita de 1. Pedro 4, 13:
 

„Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo: para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis.“ Essa é a alegria, pela qual Bernt e Liv lutaram.

Real alegria de viver

""Muitas pessoas afirmam serem felizes, mas não há alegria de viver sem lutas" diz Liv.

"Muitas pessoas afirmam serem felizes, mas não há alegria de viver sem lutas, diz Liv.

Liv e Bernt  viram que a medida que negaram os próprios pecados, cada vez ficou melhor no matrimônio e na família.

”Não é chato estar junto com aqueles que andam nesse caminho. Se andamos na luz, então recebemos comunhão“, diz Bernt, que está muito agradecido pela real alegria de viver que ele e Liv, encontraram em suas vidas.