Uma guerreira espiritual

Uma guerreira espiritual

Escrito por: Redaktion | Publicado: domingo, 18 de dezembro de 2011

Frøydis Bratlie não venceu apenas o câncer, mas ao mesmo tempo venceu o medo da morte e a dúvida com armas espirituais. Como guerreira espiritual ela permaneceu crente e de bom ânimo durante a fase da doença.

 

„Através da mensagem na igreja, das boas novas, eu aprendo a guerra espiritual“, Diz uma  Frøydis entusiasmada e radiante.

Quando brunstad.org encontra ela em um quente dia da primavera, cerca de um ano após receber o diagnóstico, ela está curada do câncer e se recupera depois de uma longa fase da doença. Ela sempre foi uma cristã crente, mas durante a doença, sua fé foi verdadeiramente colocada á prova. Em Efésios 3 está escrito de tomar as armaduras de Deus, para que possamos resistir no dia mau, e havendo feito tudo ficarmos firmes“, esclarece Frøydis.
Ela conta que justamente esse versículo ficou muito vivo para ela. „Principalmente nos últimos tempos“, ela acrescenta. „Ele se tornou o meu lema“, diz ela alegre.

Ela se entregou na fé

Frøydis e seu marido Øystein são pais de dois doces meninos, que tinham quatro e seis anos quando Frøydis recebeu o diagnóstico. „Através disso muitos pensamentos surgiram e fui tentado a ter preocupações. Não sabíamos como as coisas iriam acontecer“, diz Frøydis.

Ela teria que passar por cirurgias, tratamento de radiação, e a terrível quimioterapia que destrói o corpo gradualmente. „Sim, teve muitas lágrimas. Mas eu decidi, me entregar em fé a Deus, e usar a palavra de Deus, hinos que fortificantes e orações como armas espirituais!“

Frøydis relata que muitas vezes tinha que se livrar dos pensamentos pesados com a ajuda dessas armas. „Estou tão agradecido, já que através dessas armas posso vencer no dia mau. Por isso meu espírito não é influenciado nessas circunstâncias“, diz ela.

Não abatida no espírito

Frøydis foi mantida animada através da fé, nesse tempo. Mas isso não significa que pensamentos obscuros não quisessem se levantar.


„Não posso evitar que os pássaros voem sobre a minha cabeça, mas eu posso evitar que os mesmos fazem ninhos sobre ela“, diz Frøydis como exemplo de como se comporta em relação aos pensamentos que surgem. „Eu não posso evitar que venham pensamentos negativos e tentações, mas eu posso combater eles, de maneira que não entrem no meu coração“, diz ela. Frøydis experimentou que Deus a conduziu por caminhos desconhecidos na fase da doença.


„É necessário um pouco de tempo para se acostumar nesses novos caminhos, mas eu não estive angustiada no espírito nem um dia apenas“, ela diz e conta se experimentou assim, como está escrito em uma estrofe do hinário „Caminhos do Senhor“: „Se tempestades assolam, meu espírito repousa tranquilo. Toda amarra é rompida pela fé.“

Técnicas de batalha espiritual

Muitas vezes foi uma ajuda para Frøydis que ela aprendeu a técnica nas batalhas espirituais. „Quando estive no hospital, e também nas semanas seguintes fui muito tentado“, observa Frøydis. Ela conta que então pegava o  iPod, colocava os fones e ouvia um hino de Caminhos do Senhor. „Tua mão já no arado está, não canse vá!“ „Esse hino eu ouvia vez após vez. Através disso os pensamentos ruins não recebiam alimento e não entraram no meu coração! O príncipe das trevas tinha que fugir! E meu espírito foi mais e mais fortalecido!“

Pensava na morte

Frøydis conta que uma vez estava caminhando pelo corredor do hospital. Ela parou e olhou pela janela. E olhou diretamente para o cemitério. „Eu estava parada por um tempo e pensava: Devo estar deitada ali em breve? Vieram pensamentos horríveis que queriam escurecer a minha visão. Mas estava lá, e fui preenchida por uma alegria interior, rapidamente. Sim, foi uma revelação de Deus: Não, nunca vou estar deitada ali! Meus pensamentos e meu espírito vão diretamente para casa, com Jesus!“

„Desde então o medo da morte sumiu e passei a ter esperança e alegria de espera pelo dia em que vou encontrar Jesus“, diz Frøydis.

Lutava contra o medo da morte

Duas vezes Frøydis teve medo da morte muito grande. „Eu deitei a noite e o medo veio sobre mim como uma onda negra.“ Ela começou a orar a Jesus e lentamente adormeceu.

Alguns dias mais tarde aconteceu novamente, ne meio da noite. „Eu pensei agora vou descer para a sala, a fim de estar sozinha‘. Eu fui, ajoelhei e voltei a orar. Eu não sabia o que deveria orar, porque tudo estava negro. Por isso por um bom tempo simplesmente orava: "Querido Jesus, querido Jesus, querido Jesus". Ela experimentou que as ondas se acalmavam. Então tudo ficou silencioso e claro.

Depois disso Frøydis não foi mais atormentada pelo medo. „Mas se ele vier mais uma vez, já conheço a técnica de batalha!“, diz ela triunfante.

A dúvida vencida

Quando meninda Frøydis foi uma cristã zelosa. Mesmo assim foi atormentada por pensamentos de dúvida. Mas quando escolheu crer no versículo em João 20, 29, ela passou a vencer os pensamentos de dúvida na sua juventude. Esse versículo são palavras de Jesus para seu discípulo Tomé, que não queria crer que Jesus tinha ressucitado dos mortos, antes de colocar seus dedos nas feridas de Jesus:

Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram!“

„Deixar dúvidas entrar no coração, é como se um saco de forças do espírito fosse aberto. Eu decidi por nunca abrir esse saco“, conta Frøydis e cita de Efésios onde está escrito de Jesus, que ele desarmou os poderes e forças e abertamente se mostrou o vencedor ao vencer eles na morte de cruz.
„Eu tive a certeza de que não tem nenhum pensamento que possa ser tão escuro, e também nenhum poder espiritual que fosse tão forte, e que não tenha sido vencido por Jesus! Na mesma força que teve em Jesus eu também posso vencer agora“, diz Frøydis entusiasmada. „Nessa fé ela negou todos esses pensamentos e escolheu pensamentos bons, cheios de esperança e pensamentos fortificantes. „Nunca mais tenho que ter dias obscuros! Sou tão agradecido que isso funciona! Isso é verdadeiro“, diz ela.  

Cuidado da igreja

Enquanto Frøydis lutava a luta da fé, ela foi fortalecida por intercessões de adultos e crianças de muitas cidades e países. „Eu me sentia envolvida de amor e cuidado“, ela afirma e conta que recebeu ajuda no trabalho de casa e com os filhos, durante sua doença. „Imagina, esses são meus amigos! Deus é tão bom para mim!“ assinala Frøydis agradecida.

Ela precisa conviver com o risco de uma recaída

Frøydis está curada do câncer e está cada vez mais forte, fisicamente. Mas o risco de uma recaída persiste por toda a vida.

„Eu sou agradecida também pelo risco, pois ele me ajuda a entender a seriedade e a brevidade da vida“, diz Frøydis.


„Toda vez que os pensamentos vem e querem escurecer a minha visão, então tomo o versículo de Isaías 45,11. Lá está escrito: Perguntai-me as coisas futuras; demandai-me acerca de meus filhos, e acerca da obra das minhas mãos. Crer nesse versículo é minha arma poderosa“, ela acrescenta.

Frøydis deseja alcançar o máximo possível na vida. „Eu aproveito os dias para mostrar as virtudes de Cristo através de minhas ações. E quero me purificar sempre, rapidamente“, diz Frøydis. Assim ela se prepara para encontrar com Jesus.

Frøydis vive feliz juntamente com sua família e amigos. A sua fé ingênua no versículo de Romanos 8, 38-39 faz com que não tenha medo do futuro: „Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor..“