É possível viver como Jesus?

É possível viver como Jesus?

Escrito por: Irene Laing | Publicado: quinta-feira, 30 de maio de 2013

Somos seres humanos. Pecamos. Ou?

É uma pergunta que eu li. É uma pergunta que fizeram a mim. É uma pergunta que eu fiz a mim mesmo. «É possível viver como Jesus?»

Talvez eu devesse começar por dizer que eu acredito que Jesus é o Filho de Deus. Eu creio que Ele veio à terra como um homem. Está escrito muito claramente em Hebreus que ele foi feito semelhante a nós em tudo, em todos os sentidos. Mas a Bíblia diz que Jesus não pecou, e me pergunto por quê. (Hebreus 2,17-18; 4,15-16)

«Somos apenas seres humanos»

Toda a minha vida ouvi dizer que « Deus viu a nós, pecadores, e teve compaixão de nós. Ele nos ama, então é claro que ele quer passar a eternidade conosco. Mas já que nós somos o bando miserável de pecadores que somos, ele não pode exatamente levar-nos para o céu? Deus enviou o Seu Filho (ou a si próprio, como muitos acreditam) para a terra. Ele veio para tomar o castigo pelos nossos pecados sobre si mesmo e morrer por nós e para nos perdoar os pecados, para que nós, os que cremos nele possamos passar a eternidade no céu! Por causa de sua bondade para conosco, nós amamos a Jesus, e nós tentamos viver de tal maneira que o viver traga honra ao seu nome. Mas nós somos apenas seres humanos. Pecamos.»

Deus não é forte o suficiente?

Então um dia eu ouvi outra história que finalmente fez sentido:

Deus olhou para o mundo, aos homens e mulheres que ele mesmo tinha criado. Ele viu todos os tipos de pessoas. Ele viu as pessoas que vivem em pecado aberto. Ele também viu as pessoas que tentavam obedecer os seus mandamentos– pessoas que desesperadamente tentavam obedecer às leis que ele lhes havia dado. Todas estas pessoas tinham algo em comum.

Porque é verdade que Deus nos ama tanto que ele realmente quer passar a eternidade conosco, ele estava cheio de tristeza. Por causa de suas próprias leis imutáveis, é que Deus simplesmente não permite que as pessoas que vivem em pecado entram em seu reino, um reino que consiste de justiça, paz e alegria. (Romanos 14,17)

Por causa de suas próprias leis imutáveis, é que Deus simplesmente não permite que as pessoas que vivem em pecado entram em seu reino

Portanto, Deus enviou o seu Filho ao mundo para nos salvar. Jesus morreu por nossos pecados, e Deus promete perdoar nossos pecados se aceitarmos Jesus como Senhor de nossas vidas. Mas isso foi apenas o começo do plano de Deus!

A principal parte da história de Jesus não era o fato de que ele morreu na cruz por nós. Mas sim a vida que ele viveu! Ele esteve aqui, foi um homem, e ele foi provado (tentado) em tudo, assim como nós (Hebreus 4:15). Mas ele não pecou! Ele odiou as paixões e os desejos em sua carne humana. Ele odiou tanto que ele negou tudo isso e crucificou isso– Todo dia ele levou o pecado a morte. Portanto, a morte na cruz do Gólgota não teve nenhum poder sobre ele, e ele ressuscitou dos mortos e apareceu aos seus discípulos antes de voltar para o céu para estar com seu pai!

As pisadas que podemos seguir!

Jesus é o nosso precursor; Ele viveu a vida, deixando pisadas para nós seguirmos. (1 Pedro 2) É óbvio que nós, como os seus discípulos, somos chamados a seguir os passos de um homem que nunca cometeu nenhum pecado. Isso significa que nós podemos viver sem pecar!

... nós somos chamados a seguir os passos de um homem que nunca cometeu nenhum pecado

Você vê que Jesus não voltou para o céu só para estar com seu Pai, e nos deixar aqui sozinhos a lutar no nosso próprio pecado e infelicidade. Ele prometeu enviar o Espírito Santo para ajudar, ensinar e dar-nos poder para vencer. Mas não é qualquer um que obtem o Espírito Santo.  Deus envia o Espírito para aqueles que estão cansados de seu próprio pecado, e que lhe obedecem. (At 5,32)

Precisamos pedir ajuda para parar de fazer o que sabemos que é errado– parar de fazer nossa própria vontade, em vez da vontade de Deus. Jesus se alegra quando ele vê que nós ansiamos servi-Lo com todo o nosso coração, e ele envia o seu Espírito Santo para nos ajudar ainda mais no caminho para a salvação. Pouco a pouco ele nos mostra mais do que precisa ser crucificado. Desta forma, tornamos-nos mais e mais como Jesus; cheios de justiça, paz e alegria. As virtudes do reino dos céus são a nossa vida, e podemos olhar para a frente em passar a eternidade com nosso precursor, que viveu e morreu por nós!

Eu creio que isso é a verdade. Eu creio que isso é para mim. É por isso que eu sou um cristão.

Eu não acredito que esta história– que dá muito mais sentido para mim– seja apenas uma história. Eu creio que isso é a verdade. Eu creio que isso é para mim. É por isso que eu sou um cristão.

«Mas como é Santo aquele que vos chamou, sede santos em toda maneira de viver. Pois está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.» 1 Pedro 1,15