O curso da vida

O curso da vida

Escrito por: Inge Almås | Publicado: sábado, 9 de abril de 2011

Eu me viro bem, dizia o jovem homen,
Sem Deus, sem fé, salvação.
Eu quero viver, disfrutar, agora o posso!
Eu sou novo, eu sou forte, sou saudável.
Eu vivenciar quero arte e cultura;
Eu livre na natureza desdobrar-me quero.
E o mundo está aberto diante de mim em esplendor,
Por que necessitaria uma força maior.
 

Eu não tenho tempo, dizia o homem adulto,
Para pensar em Deus e salvação.
Eu quero subir, ir adiante, agora posso.
Eu sou forte, tenho força, sou saudável!
Quero chegar bem no alto, ter o melhor desempenho.
Quero ser aquele que por todos outros é invejado.
E o mundo está aberto diante de mim em esplendor,
Sua alegria, seu brilho sorriram pra mim.


Eu me arrependo tanto, diz o velho homem,
A graça nunca me foi salvação.
Algo bom quero fazer, se ainda puder,
Mas estou sem forças, sem saúde.
Fui rico, recebi honra, mas não achei descanso.
Fiquei amargo no coração, quase desanimado.
E o mundo estava aberto com seu esplendor,
Ele apenas preocupações e infelicidade trouxe-me.
 

Dê o poder ao teu criador, tenha equilíbrio,
Dê teu tempo, sim pensamentos, totalmente.
Deixe a alma inflamar em teu coração,
Deixe ele preencher o que deixou anunciar.
Ele não faz o dia a dia triste e pesado.
Ele te da alegria de viver, todo dia mais.
A ele tudo pertence e tudo quer dar
A você, se aqui quiseres viver total para ele.