Os cristãos devem ser tolerantes

Os cristãos devem ser tolerantes

Escrito por: Nellie Owens | Publicado: quarta-feira, 2 de julho de 2014

Muitas das coisas  que a Bíblia chama de "pecado" são amplamente aceitos na cultura de hoje. Como cristãos, como devemos ser tolerantes contra tais coisas?

Quando eu olho para o mundo de hoje, é claro que o mal abunda. Nós apenas temos que ler em Gálatas 5, 19-21 para conseguir uma completa  lista dos pecados que são amplamente aceitas e toleradas em nossa cultura hoje.

«Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia,Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias,Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas.» Quantas dessas coisas ainda são considerados um pecado? A maioria concorda que o assassinato é um pecado, mas muitos outros pecados nesta lista são amplamente toleradas e às vezes até incentivado.

Os meios de comunicação, professores, colegas e colegas me dizem que eu deveria tolerar essas coisas, e especialmente a impureza sexual: homossexualismo, infidelidade, adultério e fornicação. Mas está claramente escrito no versículo 21: "Aqueles que praticam tais coisas não herdarão o reino de Deus." Se eu quero seguir Jesus Cristo como diz a Bíblia, devo  me perguntar: Como "tolerante" foi Jesus ao lidar com essas coisas quando ele estava na terra?

Zero tolerância ao pecado

Por uma boa razão é que a Bíblia diz sobre Jesus que "Seus olhos eram como chama de fogo." (Apocalipse 19, 12). Era zeloso quando se tratava de ser puro para Deus. Em Mateus 5, 29, Jesus diz para a multidão",Portanto, se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; Pois é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno. "

A intenção de Jesus não era para machucar as pessoas fisicamente; mas para mostrar a seriedade do pecado. Seu sentir – é de preferir tirar um olho do que  pecar - estava longe de ser passivo, teve tolerância zero para o pecado na sua própria vida.

Seu sentir – é de preferir tirar um olho do que  pecar - estava longe de ser passivo.

O zelo pela pureza de Jesus incluem muito mais do que pecado exterior; Ele era zeloso nos pensamentos de seu coração. Em Mateus 5,27-28 disse: « Ouvistes que foi dito aos antigos: «Não cometerás adultério.Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.»

Isto significa que  não tenho que cometer pecado fisicamente para ser  culpado por isso; Eu também posso pecar na minha vida em pensamento. Isso é algo realmente sério! É nos meus pensamentos, onde o pecado começa, e eu tenho que fazer a batalha contra a existência de ciúmes de minhas  próprias paixões e desejos que me levam a impureza, raiva, egoísmo, etc. « Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.» Colossenses 3, 5-6. Eu não posso tolerar nenhum pecado, nem mesmo na minha vida, pensamento! Quando os pensamentos surgem lá eu tenho que levá-los cativos e fazê-los morrer.

Zeloso contra o pecado ou os pecadores?

Se eu não tolerar nem um pecado em mim própria, como então eu posso tolerar pessoas ao meu redor que concordam ou vivem nesses pecados? Também deveria ser zelosa contra eles e seus comportamentos? Quando eu leio em João 8 sobre como Jesus tomou-a, eu recebo mais luz sobre esse assunto. Neste capítulo, muitos dos escrivães  e fariseus queriam apedrejar uma adúltera, de acordo com a Lei de Moisés. Mas Jesus não a condenou. Em vez disso, ele deu essa mensagem simples: "Vai, e não peques mais!" Não há necessidade de condenar as pessoas seja em pensamentos, palavras ou ações, não há necessidade de ser zelosa contra eles.

Mas eu não posso simplesmente estar de acordo ou "aceitar" o seu estilo de vida - eu devo viver minha vida diante da face de Deus, e de acordo com sua palavra. A prática da homossexualidade, por exemplo, é amplamente aceito na sociedade de hoje. No entanto, a Bíblia diz claramente isso é pecado. Se eu tolerar qualquer forma de pecado, como independente é aceito na sociedade, então eu estou me enganando.

Se eu tolerar qualquer forma de pecado, como independente é aceito na sociedade, então eu estou me enganando.

Então eu percebo que às vezes eu preciso  defender o que eu acredito. Isso pode ser um pensamento assustador: falar contra o pecado, quando toda a gente diz que está tudo bem. Em vez de aceitar o pecado e ser tolerante, eu devo fazer o que está escrito em 1 Coríntios 16:13:  «Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente, e fortalecei-vos. »  "Deus vai me dar o poder para fazer e dizer o que é apropriado para um cristão quando eu tenho que defender a minha fé!

Em vez de ser tolerante, eu devo estar zelosa contra todo o pecado, no mesmo jeito que Jesus foi. Em Gálatas 6: 7-8 temos uma exortação sério: «Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.…» Se eu levar a sério o pecado, em vez de ser induzido a acreditar que não colherei nada por isso, para que eu possa experimentar a segunda parte do versículo 8, « ..mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.»  Não somente posso ser liberto de todos os pecados que assolam a humanidade nesta vida, assim como também terei uma herança eterna com Jesus e serei  digno Dele!

Também terei uma herança eterna com Jesus e serei  digno Dele!

«Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens, Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo; O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras. .» (Tito 2,11-14)