Os cristãos não têm que seguir a Cristo?

Os cristãos não têm que seguir a Cristo?

Escrito por: Milenko van der Staal | Publicado: terça-feira, 10 de novembro de 2015

A palavra «cristão» não significa «admirador de Cristo», o «receptor das bênçãos de Cristo». Não significa o absoluto «o que crê em Cristo». Não, a palavra «cristão» significa «partidário de Cristo», ou seja,«o que segue Cristo».

Jesus foi um homem e nos deixou um exemplo

«Pois  para isso foi chamado; porque também Cristo padeceu por nós, deixando-nos  exemplos para que, sigamos suas pisadas; o qual não cometeu pecado, nem na sua boca  se achou engano.» 1 Pedro 2, 21-22.

Como supõem então que as pessoas podem seguir a Cristo, o filho de Deus? Pois bem, Jesus não poderia  ter sido um exemplo para as pessoas se tivesse ficado no céu. Tampouco se tivesse vindo  a terra como um ser sobrenatural com privilégios especiais. Jesus renunciou ser igual a Deus e se converteu em um ser humano como nós em todos os aspectos. Inclusive preferiu chamar-se de  «Filho do homem». De sua mãe Maria herdou a natureza humana (ou ,uma «carne») com todas suas debilidades, e foi tentado em tudo segundo nossa semelhança. Porém não pecou. ¡Nem uma só vez!

A palavra «cristão» significa «o que segue Cristo»

Em  Hebreus 2, 17-18 está escrito: «Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos.... Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados Em outras palavras, fez tudo isso para o bem daqueles que tema  mesma carne e sangue que Ele tinha. Os que desejam seguir-lo – os cristãos.

O pecado tem um domínio absoluto sobre as pessoas e todos  nós temos ficado pequenos quando se trata da vontade de Deus em nossas vidas. Incluso os «melhores» de nós – si somos honestos com nós mesmos – temos que admitir que somos pecadores. Tenhamos  nossos pensamentos como exemplo. São sempre tão puros e nobres  de amor e perdão como dizemos que são? Todas as nossas palavras são de benção? Nossos atos são todos  de desinteresse? Seguimos realmente as pecadas de Jesus?

Morte na  cruz

Em Filipenses 2 está escrito que quando Jesus já era um ser humano como nós, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a  morte. Humilhar-se a si mesmo – O que significa? Para Jesus significa que em qualquer situação onde foi tentado, sempre disse: «Senhor, não faça a minha vontade, e sim a sua». Isso  significava que não se permitia pensar de maneira critica sobre os demais; nem ceder a ira, ao desânimo, a paciência, ou, qualquer outro pecado ao que era tentado!

A própria vida de Jesus – o pecado em sua carne– devia morrer, dito com outras palavras. Essa também foi uma razão pela que disse: «Si alguém quer vir pós mim, negue-se a si mesmo, tome sua cruz cada dia e siga-me”. Porque todos que querem salvar sua vida , a perderá; e todos que perdem sua vida por causa de mim, esse se salvará.» (Lucas 9, 23-24) Por que essa condição para os que querem segui-los? Porque é o caminho que ele mesmo andou!

Quando Jesus foi obediente à vontade de Deus, foi «Até  a morte, e morte da cruz». (Filipenses 2,5-8) Essa foi a «cruz de cada dia» que Jesus antes de ser crucificado no Gólgota. Todo o pecado que morava na carne de Jesus foi crucificado nessa cruz, e todos os Cristãos verdadeiros fazem uso dessa mesma morte sobre o pecado em sua própria carne quando lhe seguem.

«Seremos semelhantes a Ele»

Os que seguem os passos de Jesus, por suposto terminam onde Ele está agora. «Levando sempre por todas as partes a morte de Jesus, para que também a vida de Jesus se manifeste em nosso corpo.» (2 Coríntios 4,10). Têm lido isso alguma vez em verdade? Vê realmente o que está escrito aqui? A  vida de Jesus – em nosso corpo! O resultado da morte sobre nossa «própria vida», é que um milagre incrível acontece em nós. Deus é capaz de criar algo completamente novo.

Por isso Jesus assumiu esse enorme risco e se converteu em um homem como nós – para poder nos dar um caminho para seguir: um caminho para sair do pecado e da morte, para a felicidade e a vida, tanto agora e por toda a eternidade.E  não somente abriu o caminho, como também nos enviou o Espírito Santo para nos guiar, nos ajudar e fortalecer-nos para avançar nessa caminhada.

Os que seguem os passos de Jesus, por suposto terminam onde Ele está agora

«Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser”. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.(1 João 3, 2-3) Esse é o verdadeiro  cristianismo.

Talvez nunca tenha ouvido falar desse tipo de cristianismo, mas  a palavra de Deus não fala de nem uma outra coisa. Pega hoje sua Bíblia, e no lugar de ler o que Jesus fez no seu lugar, leia como podes seguir as pisadas de Jesus e ser semelhante a Ele! Pergunte a si mesmo: « Sou realmente cristão, segundo a Bíblia?» Se essa é a vida que queres, não duvides – ore para que Deus te dê Espírito, e comece  a seguir os passos de Jesus. O  resultado será indescritível!