Preciso realmente de Deus?

Preciso realmente de Deus?

Escrito por: Heidi Watz Vedvik | Publicado: segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Sou cristã. Sou joven. Creio em Deus. Creio na Bíblia. creio que se eu viver segundo a palavra de Deus experimentarei uma trasformação, mas as vezes paro e penso. Existe um Deus?

 E se não tivesse nem um Deus?  Creio que da mesma maneira sentiria que minha vida não foi perdida, porque eu igualmente viveria uma vida boa, Com Deus, ou sem ele, mas também devo me perguntar " Então não se pode viver sem a Bíblia e a mensagem que ali encontramos, sem crer em Deus?

 Por exemplo, quando me tratam de maneira injusta sou capaz de abordar a situação de maneira correta? Quando sou tentado a dizer algo disrespeitoso aos outros, posso eligir não fazer?  Tampouco deixaria que os maus pensamentos sobre outros passem pela minha cabeça. Lutaria contra o pecado que vive me mim, tal e como leio na Bíblia. Sem duvida tudo isso poderia conseguir fazer sozinho. não é necessário que exista um Deus para eu conseguir fazer tudo isso, ou sim? Posso por mim mesma por um fim nas tentações?                                                                                                                                                     Se Deus não existe, tem alguma razão para eu viversegundo a Biblía? Sim, porque é uma boa mensagem depois de tudo, mas é possível? É possível humilhar-me e não fazer minha própria vontade? Algumas coisas seriam faceis para enfrentar, outras se tornariam em costume depois de um certo tempo. Mas, o que eu conseguiria realmente? Me tornaria mais agradavél em relação aos demais? Um pouco mais? Chegaria em algum lugar? Chegarei alguma vez a terminar com as coisas, com a qual eu quero me purificar? Posso por mim mesmo colocar um fim nas tentações?

Chegaria a algum lugar?

«Seu divino poder nos deu tudo de que necessitamos para a vida e para a piedade, por meio do pleno conhecimento daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude.  Dessa maneira, ele nos deu as suas grandiosas e preciosas promessas, para que por elas vocês se tornassem participantes da natureza divina e fugissem da corrupção que há no mundo, causada pela cobiça.» (2 Pedro 1, 3-4)

Recebo parte da natureza divina?

 Se eu creio em Deus e busco poder nele, então recebo ajuda para fazer o que é correto, é decidir, uma vontade mais forte para fazer a vontade de Deus e lutar contra o pecado que tinha na minha natureza. Mas, não somente isso; também “ recebo parte da natureza divina”. Podemos ler algo sobre essa natureza divina em Tiago 1,13:  "… , porque Deus não pode ser tentado pelo mal, nem ele tenta a alguém.Se recebo parte da natureza divina, então também sou livre de todo o peso. A medida que luto mais contra minha natureza maligna, recebo mais e mais repouso e liberdade dessa natureza. Até que não mais incomoda! Está vida, essa liberdade, sobre qual a Bíblia fala, percebo que é inalcançável com as próprias forças. Por tanto, percebo que Deus deve existir, por que ao contrário, de onde vem o poder? Como poderia uma nova vida ser criada, se não é o criador quem o faz?

«Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão.» (Gálatas 5, 1)

 Lutar contra a carne de forma solitária = escravidão! A natureza divina!= liberdade!

A pergunta já não é se Deus existe ou não.La A pergunta é se quero seguir lutando com as mesmas coisas podres da minha vida, ou bem quero terminar com o pecado de uma vez por toda! Escravidão ou liberdade? A escolha é simples. Eu escolho a segunda opção. Escolho crer em Deus e fazer sua vontade , para que que Ele possa fazer um trabalho de transformação no meu interior. Porque esse é o objetivo: A transformação!

Trelldom eller frihet? Valget er enkelt.