5 coisas que quase ninguém sabe que NÃO estão na Bíblia

5 coisas que quase ninguém sabe que NÃO estão na Bíblia

Escrito por: Brian Janz | Publicado: segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Você sabia que estas palavras e idéias não são encontradas na Bíblia?

«Jesus aceita as ações dos pecadores e cobradores de impostos»

Esta é uma afirmação que muitas vezes é espalhada pelo povo como uma citação bíblica, mas na verdade é uma distorção do que a Bíblia diz.

«E isso aconteceu na refeição em sua casa, eis que, muitos publicanos e pecadores comiam com Jesus e seus discípulos. Os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come vosso mestre com os publicanos e pecadores?» Mateus 9,10-11.

Mas só porque Jesus comeu com essas pessoas não significa que ele aceita suas ações. A história continua no versículo 12-13.

«Mas quando Jesus ouviu isso, ele disse: Não é o saudável que precisa de médico, mas sim os que estão doentes. Mas ide e aprendei o que significa: Misericórdia é o que eu quero, e não sacrifício! Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores»

Toda a obra de vida de Jesus era fazer com que as pessoas se arrependam a Deus!

Jesus sentou-se com pecadores e cobradores de impostos para chamá-los ao arrependimento, não que ele foi conivente com suas ações. Ele os amava, sim, mas não para arranjar desculpas para seus pecados. Ele os amava realmente demais para permitir que eles continuem em seus pecados.

Em lugar de ter uma atitude passiva para com o pecado foi toda a obra de vida de Jesus levar as pessoas a se arrependerem a Deus!

«Todos são pecadores»

Esta é uma citação que é muito próxima de ser bíblica.

Em Romanos 3,23 está escrito que «todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus». Então, qual é a diferença entre«todos pecaram» e «todos são pecadores»? Está na no tempo da conjugação. «Todos pecaram» é uma afirmação verdadeira. Também está escrito em 1 João 1.8 que«Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.»tekopp35

Mas é onde a maioria das pessoas se confunde.

A Bíblia realmente contém muitos versos que dizem que devemos parar de cometer o que sabemos que é pecado.

Só porque eu pequei antes, só porque eu tenho pecado que habita em meu corpo, não significa que eu tenho que continuar a cometer pecado. Isso não significa que eu tenho que ser um pecador. A Bíblia realmente contém muitos versos que dizem que devemos parar de cometer o que sabemos que é pecado.

«Mas agora livrai-vos de todas essas coisas: ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintam mutuamente! Pois vos ja vos despistes do velho homem com os seus feitos, e vos vestistes do novo homem, que é renovado em conhecimento, segundo a imagem do seu Criador.» Colossenses 3,8-10.

Sim, o «velho homem» que é citado aqui, foi um pecador. Todos já pecamos. Mas o velho homem despojou seus pecados. Em 1. Pedro 1,15 diz ainda: «Mas, como é Santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda maneira de viver.»

Por isso, não diz uma única vez na Bíblia que devemos permanecer como pecadores, mas exorta-nos fortemente a ser santos da mesma maneira como aquele que nos chamou.

«Crer em Jesus é tudo o que é preciso para chegar ao céu»

Na verdade, esta frase é bíblica. A Bíblia não pode dizer isso mais claramente quando se trata disto. O problema é quando as pessoas não compreendem o que realmente significa «crer em Jesus».

«Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.» Jo. 3,16.

Não é o suficiente acreditar que havia um homem chamado Jesus, que era o filho de Deus, e Ele quer te salvar.

Não é o suficiente acreditar que havia um homem chamado Jesus, que era o filho de Deus, e Ele quer te salvar. Mas se você crê em Jesus, o verdadeiro Jesus, como é descrito na Bíblia, então você também deve crer em tudo o que ele disse e fez.

«Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis; Nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os que se prestam a fornicação, ou, que praticam a prostituição, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.» 1 Cor 6,9-10.

Pode-se ver como as pessoas podem se confundir. Em primeiro lugar, parece que é suficiente apenas crer em Jesus para ter a vida eterna, então lemos em Coríntios que os injustos não herdarão o reino de Deus.

Mas se você realmente cre em Jesus, e cada coisa que está escrito sobre ele, então você não seria injusto. Você faria qualquer coisa para manter-se longe do pecar.

Se você realmente cre em Jesus, então a tua fé produzirá boas obras.

É como lemos em Tiago 2:17. «Assim é com a fé. Se ela não tiver obras, é morta em si mesma ». A fé não pode ser separada de ações. Se você realmente acredita em Jesus, então a sua fé produzirá boas obras. E se a sua vida não demonstra boas obras, a sua fé está morta e você realmente não cre no Jesus que do qual está escrito.

Portanto, não é o suficiente crer que houve alguém chamado Jesus, mas para ter a vida eterna você deve crer em Jesus como está escrito sobre ele. E a fé em Jesus significa obras.

Leia mais sobre ser salvo pela graça ou obrasaqui.

«Tudo actua para o bem no final»

Isso é algo que muitas vezes é dito para as pessoas que passam por dificuldades ou distúrbios de vários tipos. Ou quando as coisas não saem do jeito que você deseja. Pode-se dar esta pequena consolação de que, quando o sofrimento passou, Deus vai fazer com que a vida actue para o bem novamente.

O problema é que não está escrito na Bíblia.

O problema é que não está escrito na Bíblia. Pelo contrário, há uma maneira bastante perigosa de pensar. A citação vem de Romanos 8.28: «Pois sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que por seu conselho foram chamados.»

Ele diz que todas as coisas cooperam para o bem. Em algum momento alguém adicionou as palavras«no final» e mudou todo o significado. Em vez de ser uma poderosa exortação para ser grato por tudo, mesmo o que parece ser ruim, agora se tornou uma palmadinha no ombro patético que provavelmente melhora, em breve.

Por viver padecimentos na terra, podemos ver que o pecado que habita em nós tentar subir, ser superficial, e sair.

Mas se cremos que «todas as coisas cooperam para o bem», acreditamos que até o que nós pensamos que é ruim é realmente bom. Pode ser resumido com estes versos de 1 Peter 1,6 a 7: «Por isso alegrai-vos com júbilo, ainda que agora por um pouco de tempo, sendo necessario, que estejais contriscados com varias tentações. Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível - como o refinado pelo fogo - se ache em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo.» Veja também Romanos 5,3-5.

Que coisa maravilhosa para se pensar, que mesmo as nossas provações cooperam para o bem para nós, enquanto elas acontecem. Por viver padecimentos na terra, podemos ver que o pecado que habita em nós tentar subir, ser superficial, e sair. Então toda ingratidão, amargura, ódio, etc. que vive em nós, pode ser mortificada. (Colossenses 3,5) Nós não poderíamos ter levado à morte algo que não sabíamos que existia. As provas nos levam a transformação.

«Seja sempre grato por algo»

Esta é uma torção muito frouxa sobre o versículo de 1 Tessalonicenses 5:18: «Dai graças por tudo! Porque esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.»

«Sempre grato por algo " Soa como uma simples paráfrase do verso. Mas sempre agradecer por alguma coisa e ser grato por tudo sao realmente duas coisas muito diferentes. Isso remonta ao versículo em Romanos 8.28. Não se trata sobre o apego à crença de que o céu é azul atrás das nuvens no meio de um dia terrível. Trata-se de perceber que mesmo o que parece ser ruim, é algo para agradecer a Deus. De que outra forma poderíamos ver o pecado em nós e lervá-lo a morte?

Não se trata sobre o apego à crença de que o céu é azul atrás das nuvens no meio de um dia terrível.

Não se trata de ser grato, apesar das coisas ruins que surgem no caminho. Trata-se de ser gratopelas coisas ruins. É nas duras provas da vida que eu posso ser purificado pelo fogo.

Esta percepção muitas vezes se ouve em frases«encorajadoras» onde nos comparamos com outros que estão em pior situação. Alguém que por exemplo está lutando com problemas financeiros pode ouvir, «Conte suas bênçãos. Você tem pelo menos uma casa e um carro e um emprego.» Claro que devemos ser gratos por essas coisas. Mas também devemos ser gratos pelo que não temos.

Nós deveríamos ser gratos se somos pobres ou deficientes, ou desempregados, ou seja o que for. As provas pelas quais passamos cooperam apenas para o bem de nós, apesar de tudo, e como se pode não ser grato por uma vida cheia de coisas boas apenas?