A natureza - e leis da vida

A natureza - e leis da vida

Publicado: segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Nos anos de 1543 Copérnico alegava, que não a Terra e sim o Sol, seria o centro do universo. Isso foi sim uma descoberta importante, mas essa verdade, que nosso planeta não é o centro do mundo, também já existia desde um tempo considerável - desde a criação.

Outros afirmavam que a Terra é redonda e não plana. E não faz muito tempo, que se corria risco de vida, por se posicionar por essas verdades. Ou quem dos nossos avós teria crido que seus netos, com pequenos celulares nos bolsos, poderiam falar com quem quisessem ao redor do mundo. A tecnologia, na realidade,  é simples depois que ela foi descoberta.
 

As leis da natureza já existiam todo o tempo, mesmo que o homem não as tenha detectadas - ainda não as conhecendo em grande parte. E isto, embora as leis da natureza fossem 100% matemáticas e funcionem da mesma forma para todas as pessoas e todas as circunstâncias, e isto foi assim já todo o tempo.

 

Temos que chegar a fé de que isto sempre é assim, em todas as circunstâncias, com todas as pessoas e todos os tempos.

As leis da natureza tem sua contrapartida nas „leis do espírito vivificante“, as leis da natureza espiritual. São dois lados da mesma coisa, que tampouco podem ser separados, como dois lados de uma moeda. O homem tem desenvolvido grande interesse gradativamente, por descobrir as leis da natureza, porque estes dão aos homens sem esperança, esperança por um futuro melhor e mais rico. Infelizmente tem se mostrado que o interesse pelas leis do espírito vivificante, tem diminuído no mesmo rítmo.

Deixe-nos contemplar uma pequena seleção dessas leis da vida maravilhosas:

- A alma generosa engordará. (Provérbios 11,25)
- Pedi, e dar-se-vos-a! (Mateus 7,7)
Dai, e ser-vos-a dado! (Lucas 6,38)
E para não esquecer o mais importante de tudo isso:
- Aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado! (Lucas14,11)
Cada um de nós simplesmente precisa fazer como Copérnico: Tenha como ponto de partida, que isto é divinamente verdadeiro! Temos que chegar a fé de que isto sempre é assim, em todas as circunstâncias, com todas as pessoas e todos os tempos.

Talvez está mais do que na hora para se interessar pela „ciência espiritual“.

Não é assim que Deus, precisa adotar medidas muito grandes para que suas leis da natureza trabalhassem. Da mesma maneira Deus não precisa intervir para que suas promessas se cumpram, se eu tenho mantido as condições. Deus não faz acepção de pessoas, ele apenas deixa suas leis trabalhar. Veja romanos 2, 11 - 16. Partindo daqui Deus intervem tanto na natureza como na nossa vida. O criador está acima da sua obra de criação, mas a intervenção de Deus, não contraria as leis da vida, mas acontece em perfeita sintonia com sua obra de criação.
Por que então acontece tão pouco avanço e desenvolvimento, por que tão pouca edificação e comunhão ou por que tão pouca revelação do espírito? A resposta é esclarecedora: Nós não chegamos á fé! Nós ainda andamos por aé e pensamos que, „a Terra é um plano“ e que „eu sou o centro do universo“.


Talvez está mais do que na hora para se interessar pela „ciência espiritual“.
 

 

Este artigo foi publicado pela primeira vez no livreto mensal Tesouros escondidos em abril de 2003.
© Copyright Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag