Como posso ser ouvido na minha oração?

Como posso ser ouvido na minha oração?

Escrito por: Aksel J. Smith | Publicado: domingo, 30 de outubro de 2016

Deus ouve não tanto as palavras de nossa oração, mas ele olha para o desejo do coração. O que ele deve ver no meu coração que eu possa ser ouvido?

«Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e recebereis.» João 15,7.

Estas são as palavras de Jesus, e elas permanecem para sempre. Se ele disse isso, então também é possível. A maioria de nós não têm fé de que eles podem chegar lá, que o que eles pedem, recebem. Mas se eu duvido disso, então eu me defino contra as palavras de Jesus.

Despojar a maldade e permanecer em suas palavras

A condição era que permanecemos em Jesus e sua palavra em nós. A palavra prevalece na luz. Onde eu ainda tenho algo a esconder, eu estou no escuro e não tenho poder com Deus. É o pecado que faz o divórcio entre Deus e mim e impede minhas orações. (Isaías 59,1-2) Portanto, todo o pecado deve ser despojado de nossas vidas até onde temos luz, e é até lá que temos também graça e poder abundante. Aquele que permanece nele não peca.

Injustiça (ou maldade) na minha vida põe fim a todos os progressos e as bênçãos de Deus, não importa o quanto eu oro.

A oração do justo pode muito em seus efeitos. (Tiago 5:16) Davi diz no Salmo 66,18-19: «Se eu atender a maldade no meu coração, o Senhor não me ouvirá. 19 Mas Deus realmente ouviu! Ele atendeu a voz da minha oração.» Injustiça (ou maldade) na minha vida põe fim a todos os progressos e as bênçãos de Deus, não importa o quanto eu oro. Em toda a minha oração, eu só vou obter a resposta: «Despoje a maldade da tua vida», já que antes não serei abençoado. Apenas na medida em que eu estou disposto a perder a minha própria vida, eu encontro a vida de Cristo.

Os anciãos de Israel vieram e queriam pedir ao Senhor; mas devo eu ser interrogado por eles, tendo eles levantado os seus ídolos no seu coração? (Ezequiel 14,3) Tudo o que eu amo fora da boa e aceitável vontade de Deus, é idolatria, e deve ser despojado. Devo estar em Jesus com pensamentos, mente e tudo, e as suas palavras devem estar em mim. Então eu posso pedir o que eu quero, e vai ser me dado. E o que eu quero? Sim, eu quero o que Deus quer. A vontade de Deus para nós é a santificação e que sejamos formados segundo a imagem de Seu Filho. Se esta é a minha oração e o desejo do meu coração, então eu posso ter plena certeza de que o meu desejo será satisfeito e minhas orações ouvidas.

Um profundo desejo de cumprir a vontade de Deus

Podemos pensar que temos tantas orações não cumpridas, mas se examinamos com cuidado, veremos que havíamos orado de acordo com a nossa vontade. Se Deus tivesse nos respondido de acordo com tais orações, então seria para a nossa própria depravação. Nunca podemos conseguir nossa vontade através de Deus. Esta vontade humana foi condenada em Jesus, e debe ser igualmente condenado em nós. É de acordo com a vontade de Deus que o Espírito intercede por nós e não de acordo com a nossa vontade.

Se procuramos a nossa vontade, seremos sempre decepcionados, mas se buscamos a vontade de Deus, nunca estaremos desapontados. É preciso uma rendição total ao modo que sempre repousamos no plano de Deus e na sua guía conosco. Não é sempreque entendemos o plano ea vontade de Deus; mas é o desejo do nosso coração estar nele, por isso também seremos preservados nessa vontade. Ele é nosso bom pastor e supervisor.

Não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito vem em nossa fraqueza e intercede por nós com gemidos inexprimíveis. Aquele que conhece os corações sabe qual é o anseio do Espírito, e pela vontade de Deus ele intercede pelos santos. (Romanos 8,26-27) Deus ouve o que o espírito cobiça em nossos corações, e de acordo a isso, seremos ouvidos. Se este anseio é pequeno, também teremos pouco de Deus. Se não é este o desejo profundo do coração na nossa oração, então são apenas palavras vazias, que não chegam até o trono de Deus. O desejo do coração de Jesus era tão grande que chegou aos gritos fortes e súplicas. Ele veio puro e claro das profundezas do coração, e foi atendido pela sua piedade. (Hebreus 5,7)

Deus ouve o que o espírito cobiça em nossos corações, e de acordo a isso, seremos ouvidos.

Quando todo o nosso desejo é a piedade, então nós recebemos tudo o que pedimos, pois não temos nenhum desejo exceto este. Ele suprirá todas as nossas necessidades. No mesmo grau que temos fome e sede de justiça, seremos saciados. Ele nos dá tudo o que pertence à vida e piedade. Por isso, Jesus diz que devemos orar e receberemos, para que a nossa alegria seja completa. E é claro que a nossa alegria será completa uma vez que temos tudo o que queremos. Terminarão então, todas as decepções, preocupações, depressão etc. Seremos sempre felizes e bem satisfeitos. Todas as coisas nos servem pro grande, se tememos a Deus. As coisas temporais necessárias nos serão dadas, acrescentadas. Mas se buscamos, por outro lado o que é nosso próprio, tudo dará errado para nós, e as preocupações, a descrença e o desânimo serão como nuvens escuras rolando em cima de nossas vidas. Seja, portanto, um com a vontade de Deus, terás encontrado o caminho para a plena alegria, toda a riqueza e a sabedoria de Deus.  

 

Artigo publicado primeiramente no folheto de BCC «Skjulte Skatter» em outubro de 1935, sob o título «Orai pelo que queres». © Copyright Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag