O imensurável valor de ser um dos irmãos de Jesus

O imensurável valor de ser um dos irmãos de Jesus

Escrito por: ue | Publicado: quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Eu realmente vi o imenso valor de ser capaz de participar da vida de Jesus e de seus sofrimentos, de modo que eu também sou digno de ser um de Seus irmãos, ser um herdeiro comum e herdar tudo junto com Ele?

O mais importante para Jesus era ter irmãos. Essa foi a razão pela qual Ele voluntariamente desistiu de Sua posição no céu e veio para a terra. Antes, Jesus era o único que era como Deus. Ele era o único herdeiro. Mas Jesus queria irmãos; Ele queria outros que também haviam participado da natureza divina e que poderiam herdar com Ele. É por isso que Ele voluntariamente renunciou a ser como Deus e se tornou como um homem.

"... que, estando na forma de Deus, não considerou o roubo como sendo igual a Deus, mas se fez sem reputação, assumindo a forma de servo, e vindo na semelhança dos homens. E sendo encontrado na aparência como homem, humilhou-Se e tornou-se obediente até a morte, até a morte da cruz". Filipenses 2: 6-8.

Como um homem como você e eu na Terra, Jesus realizou esta gloriosa salvação, superando todo o pecado em Sua carne. Ele pôs todo o pecado na natureza humana até a morte, e a plenitude da Divindade veio a habitar nele corporalmente. (Colossenses 2: 9) Todas as coisas foram postas sob os pés de Jesus quando Ele esmagou a cabeça da Serpente nos dias da Sua carne. (Hebreus 2: 14-15) Assim, Jesus consagrou um caminho novo e vivo, do homem para Deus - um modo pelo qual o homem poderia participar da natureza divina. (2 Pedro 1: 2-4) Você herdará tanto junto com Cristo como você tem participado da natureza divina, as virtudes. Jesus é o primogênito, e como muitos de nós somos participantes desta salvação segui-Lo. (Romanos 8:29)

Você herdará com Cristo as virtudes, participando da natureza divina.

É Jesus que completou a obra, dando-nos a possibilidade de nos tornarmos Seus irmãos na verdade. Ele considerou isso muito grande, porque assim que Ele ressuscitou dentre os mortos, Ele disse, “Vai a Meus irmãos e diga-lhes: ‘Estou subindo ao Meu Pai e ao vosso Pai, e ao Meu Deus e ao vosso Deus.’” João 20:17.

Lemos como ele estava entusiasmado para receber irmãos. "Eu declararei Seu nome a Meus irmãos; No meio da congregação cantarei louvores a Ti. "Hebreus 2:12. Podemos também ler as gloriosas promessas que Ele dá a Seus irmãos: "Aquele que vencer, conceder-me-ei que se assente comigo no meu trono, como eu também venci e me assentei com Meu Pai no Seu trono". Apocalipse 3:21.

Uma promessa muito maior e mais preciosa

Em Hebreus 11, vemos como os santos de outrora foram capazes de alcançar o impossível pela fé. Eles são exemplos para nós em fidelidade, embora eles não atingiram a perfeição, que os profetas tinham declarado, que viria com o Filho. No entanto, abraçaram-na e confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra. (Hebreus 11:13)

Eles tiveram que sofrer por causa de sua fé sem receber a promessa, porque Deus tinha"Alguma coisa melhor para nós, que não devem ser aperfeiçoados além de nós. Hebreus 11: 39-40. Você já pensou no fato de que Deus preparou algo melhor para você do que Ele preparou para os velhos heróis da fé?

O Antigo Testamento poderia ser culpada porque não levou à perfeição. Através do Antigo Testamento, as pessoas podiam obter o perdão dos pecados, mas não podiam alcançar essa perfeição - esta esperança de ser transformada na imagem do Filho e participar da natureza de Jesus, seguindo-O na obediência da fé. A possibilidade de crescimento espiritual veio somente através da graça que está em Cristo Jesus.

Você já pensou no fato de que Deus preparou algo melhor para você do que Ele preparou para os velhos heróis da fé?

Os profetas haviam falado sobre essa perfeição - a salvação que Jesus trouxe - embora eles soubessem que não estavam ministrando a si mesmos, mas a nós (1 Pedro 1: 10-12), contudo eles sofreram sem aceitar a libertação. Como estamos cercados por fiéis testemunhas que sofreram por um chamado menor, quanto mais fiel devemos estar em nossos sofrimentos para alcançar um chamado muito maior do que eles!

"... pelo que nos foram dadas grandes e preciosas promessas, para que por meio delas vocês possam ser participantes da natureza divina, tendo escapado da corrupção que está no mundo pela concupiscência". 2 Pedro 1:4.

Milhões de pessoas acreditam no perdão do pecado que sai do corpo, mas não acreditam na vitória sobre o pecado no corpo. Eles não acreditam que podem ser sempre guiados pelo Espírito enquanto estão neste mundo, mas apenas de vez em quando. O resultado é que as pessoas se resignam ao perdão dos pecados, que tiveram antes de Jesus vir, através do sacrifício dos animais e pela lei. Em outras palavras, eles não têm oportunidade de se tornarem irmãos de Jesus, tornarem-se herdeiros com Jesus, participando de Sua própria natureza. Mas esta é precisamente a "melhor esperança" que agora temos a possibilidade de alcançar! (Hebreus 7: 18-19)

Consideramos o fato de que somos irmãos de Jesus tão grande coisa como Ele, de modo que consideramos tudo como lixo para que possamos ganhar a Cristo?

Co-herdeiros com Cristo

Somos filhos de Deus se somos guiados pelo Espírito de Deus. (Romanos 8:14) Mas se somos filhos, também somos herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros juntamente com Cristo. Não é diferente, mas como Jesus. "... se realmente sofremos com Ele, para que também nós possamos ser glorificados juntos." Romanos 8:17. Portanto, Ele não tem vergonha de nos chamar de irmãos. (Hebreus 2:11)

Jesus é chamado, entre outras coisas, o Príncipe da Paz. Um dia Ele amarrará Satanás por 1000 anos. Então o Milênio começará, e aqueles que governarão e reinarão lá são Jesus e Sua noiva - que também é chamadoSeus irmãos.” Eles chegaram a isso, matando a carne com suas luxúrias e desejos. (Apocalipse 19: 7, e mais adiante em Apocalipse 20)

Mas agora a questão é: consideramos o fato de que somos irmãos de Jesus tão grande coisa como Ele, de modo que consideramos tudo como lixo, a fim de podermos ganhar a Cristo? João nos dá uma exortação que é extremamente necessária:“Eis qual é o amor que o Pai nos deu, para que sejamos chamados filhos de Deus! "1 João 3:1.

Não se trata de algum tipo de fingimento, algo que simplesmente somos chamados, algo que somos simplesmente imputados a ser. Não, lemos:“Aquele que vence ... como eu também venci. Devemos ser Seus irmãos na verdade. Portanto, o mundo não nos conhece, porque não o conheceu.” 1 João 3: 1. Se temos essa prova, podemos nos alegrar. Oh, como precisamos intensamente desta exortação: Vede que grande amor o Pai nos concedeu! "

"E todo aquele que nEle tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como Ele é puro." 1 João 3: 3.

Adaptado do livro "Uma tão grande salvação", escrito por Sigurd Bratlie, publicado pela primeira vez em norueguês, em janeiro de 1982 por“Skjulte Skatters Forlag.”
© Copyright Stiftelsen Skjulte Skatters Forlag