Oração – mais que o último recurso

Oração – mais que o último recurso

Escrito por: Janne Epland | Publicado: quarta-feira, 1 de abril de 2015

Rapidamente leio um artigo da imprensa. Tratava de um estudo sobre o número de pessoas que oram, e segundo as estatísticas tem uma tendência de queda. Mas as explicações das cifras me fazem pensar. Por que oramos? Para que oramos?

Existem possibilidades ilimitadas na oração.

As estatísticas mostram que existem cada vez menos pessoas que oram para Deus. Vivo em um lugar do mundo que materialmente é muito rico, sem nenhum tipo de crise. Quem sabe é por isso que não oramos muito? Simplesmente pensamos que não precisamos de oração? Teólogos, científicos  e outros especialistas expõem algumas explicações segundo os resultados.Explicações que me fazem pensar; Temos visto as riquezas indescritíveis que podemos obter através da oração?

1.  Estamos tão bem que não precisamos de Deus.

A explicação mais predominante no artigo é que vivemos em uma sociedade tão boa e segura que não precisamos de Deus durante o dia. Isso é certo?

Se realmente desejamos viver segundo os mandamentos e leis de Deus, precisamos de ajuda cada dia, a cada minuto do dia. Necessitamos saber que Ele está presente para nós, que nos ama, e que está disposto a ajudar quando oramos. Necessitamos a graça e poder de Deus cada vez que vem as tentações, para estar vitoriosos. Isso não tem nada a ver com nosso ambiente, nossa natureza, não tem diferença se estamos aqui ou no Pólo Norte. Se alguém se ofende facilmente e fica com raiva em casa, o mesmo vai acontecer lá.

2. De todas as maneiras, é bom ter a possibilidade de orar.

O artigo diz que realmente não são muitos os que oram, a maioria de nós clamamos a Deus somente quando estamos em situações realmente graves. Então é bom poder orar a Jesus.

Onde existe grande necessidade provavelmente tem muita oração. Mas, se Deus se voltou para nós em nosso “último recurso”? E, no entanto, é “bom poder orar” quando já não existe mais opções?

Por que esperar que aconteça uma catástrofe para nos dirigirmos a Ele?

Pensa, por exemplo, com quanta frequência somos tentados a impaciência. Pode parecer uma montanha de “impossibilidades” poder receber vitória sobre tudo isso, e ser alguém que sempre tem paciência. Mas, Jesus nos mostrou que é possível, porque ele também quis responder com irritação, mas jamais cedeu a este desejo! Foi tentado em tudo como nós, mas sem pecado. (Hebreus 4, 15-16)

Então, por que esperar que aconteça uma catástrofe para nos dirigir a Ele? Pensa como é valioso levar cada pequena situação a sério, e admitir que precisamos da ajuda de Deus nela. Tais pessoas seguem as pisadas de Jesus. Tais pessoas experimentam vitórias e experiências de fé na vida cotidiana.

3. Frequentemente estamos muito ocupados para orar.

É fácil reconhecer a nós mesmos nessa frase, é muito fácil chegar a um estado de “estou muito ocupado”. O trabalho, a escola, a igreja, requerem muito tempo e esforço. Rapidamente se pode ser tomado ao ponto de planejar o dia de hoje, esta semana, e até as próximas férias. Os dias passam voando. Mas apesar de ter muito que fazer, isso não exclui a oração. De fato, usualmente é o oposto, é quando mais necessitamos da oração.

Para  nos manter na vontade de Deus durante o dia, e especialmente em dias agitados, precisamos orar, ainda mais que antes; por amor, paciência  e bondade.

Quando tem muito que fazer, e, por exemplo, estamos em interação com várias pessoas, devemos estar extremamente em alerta.  Nossas próprias reações negativas se produzem antes mesmo de nos dar conta. Pode produzir irritação, por exemplo, facilmente quando estamos estressados. Para nos manter segundo a vontade de Deus durante o dia, e especialmente em dias agitados, precisamos orar, ainda mais que antes; por amor, paciência e bondade. (Gálatas 5,22) Para  todas as pessoas.

O que diz na Bíblia sobre oração?  «Orai sem cessar.» lemos em 1 Tessalonicenses 5,17. Nossa relação com Deus jamais tem descanso. Sempre podemos estar em «modo celestial» - se vivemos  frente ao rosto de Deus, e com mente direta ao céus. Não podemos literalmente nos ajoelhar e orar todo dia, mas podemos estar em um espírito de oração durante todo o dia. Isso é totalmente possível – e aqui também existe ajuda disponível quando precisamos. Deus dá graça aos humildes (Tiago 4,6)

O que oramos?

Porém a pesquisa mostra que existe muitos que oram. Oram em agradecimento pela graça e bondade de Deus, oram pelas pessoas próximas, e pelo mundo em que vivemos.

É pela vontade de Deus que estamos agradecidos. « Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.» (1 Tessalonicenses 5,18)  No antigo pacto as pessoas mostravam sua gratidão sacrificando um animal como oferta de agradecimento. No novo pacto o sacrifício se translada até o interior em nossas vidas, e podemos enviar orações de agradecimento a Deus desde  um coração sincero, além de mostrar agradecimento em nossas ações. Essa é uma parte importante do vosso culto racional. (Romanos 12,1)

Também é bom orar para os demais ao nosso ao redor. Assim deixo de ir a meus próprios pensamentos egoístas durante todo o dia, e nosso coração se enche de cuidado pelos outros. Também está escrito na Bíblia que devemos orar pelos que governam o país (1 Timóteo 2, 1-3). A mão de Deus está em todas as coisas.

Sempre podemos estar em «modo celestial» - se vivemos  frente ao rosto de Deus, e com mente direta ao céus.

Mas a oração também se trata de receber ajuda em nossa própria vida. Podemos orar a Deus para que nos ajude hoje e nessa hora, a estarmos firmes no nosso pacto de discípulo com Ele. Para guardar nossos corações puros do pecado, de maneira que podemos ver uma eternidade com Ele em gloriosa felicidade e paz.

Jesus mesmo orou intensamente quando esteve nas mesmas situações que nós: «E Cristo, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia.» (Hebreus 5,7) . Devemos ter isso tão sério como Jesus? Oramos ferventemente a Deus por ajuda, quando vemos que somos tentados a fazer o mal?

Deus está aí para nós

Pensa que Deus pode ser muito mais que o ultimo recurso para nós – muito mais que um suporte que é bom ter quando não sou capaz de me manter em pé. Ele enviou a Jesus, que nos mostrou o que significa lutar contra o pecado – E que agora tem como trabalho templo completo para nos fortalecer, para fazer o mesmo (Hebreus 7,25)

Deus está aí para nós. Quando nos dirigimos a Ele por conselho e consolo, quando precisamos de ajuda e força, e quando nos aproximamos Dele com o coração cheio de gratidão. Existem possibilidade ilimitadas nas orações. Temos utilizado?

« Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração.»(Romanos 12,12)