Salvação: Vida eterna começa como uma pequena semente, a qual cresce e prospera.
Salvação: Vida eterna começa como uma pequena semente, a qual cresce e prospera.

Nossa salvação diária

Escrito por: Tom Harris | Publicado: sexta-feira, 10 de agosto de 2012

A vida eterna, a salvação é um dom. Mas depende de nós agarrar ela.

«Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.» Romanos 6,23

Salvação: Da morte para a vida

Salvação significa, receber parte na vida eterna. Nesse versículo vemos que ela é um dom de Deus. Esse dom nos é dado por Jesus Cristo, nosso Senhor. Nós lemos no começo do mesmo capítulo que todos que são batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte. Que morte foi essa? Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado;…“ Versículo 10. Paulo escreve também em 2 Coríntios 4,10: „… Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos“.

A vida de Jesus é a vida eterna. Se somos nascidos de novo, a vida eterna nasce em nós e a nossa salvação diária se inicia. O início da vida eterna é como um grão de mostarda, mas não deve continuar pequeno. Deve crescer e prosperar. Essa vida nova e eterna, somente pode aumentar a medida que a nossa vida velha e pecaminosa, seja levada á morte pela vontade de Cristo. E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal. Versículo 11

 

Salvação diária, no qual se toma a cruz sobre si

E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará. Lucas 9,23 – 24

Essa é a nossa salvação diária – humilhar-nos e tomar nossa cruz todos os dias sobre nós, para que percamos a nossa vida velha, carnal, e receber uma vida nova e eterna. Não podemos receber parte na vida nova e eterna, sem perder a nossa velha vida. Aqui muitos se enganam. Querem receber a vida eterna, mas ao mesmo tempo manter a vida velha e desfrutar as paixões. Se continuamos a viver dessa maneira, estamos nos arriscando a perder completamente a salvação – a pequena semente brotante é destruída; o broto da vida eterna não recebe possibilidades de crescimento. Porque, que aproveita ao homem granjear o mundo todo, perdendo-se ou prejudicando-se a si mesmo? Versículo 25

 

Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas. 1. Timóteo 6, 11 – 12

 

Agarre a salvação - a vida eterna!

A vida eterna, a salvação é uma dádiva. Mas depende de nós agarrá-la. Só podemos agarrar ela se fugimos de nossas paixões – isso é uma batalha da fé! Em quem cremos? Em Jesus ou nas nossas paixões? Se fugimos das nossas paixões, fielmente e constantemente, elas não recebem alimento. Então a velha vida com suas paíxões vai morrer, naturalmente.

Deixe nos lutar essa batalha na fé, para que Cristo e sua morte permaneçam.
Então podemos agarrar mais e mais dessa vida que nos é dada através de Jesus Cristo.