Flores diante da catedral de Oslo depois do ataque terrorista. Foto: Henrik Lied, Wikimedia Commons
Flores diante da catedral de Oslo depois do ataque terrorista. Foto: Henrik Lied, Wikimedia Commons

Algo que eu possa fazer

Escrito por: Bessie Wong | Localizar: Oslo, Norway | Publicado: quinta-feira, 11 de agosto de 2011

 O ataque á bomba, e a tragédia na ilha na Noruega em julho de 2011 tinham acontecido fazia uma semana, quando estive em Bergen, para deixar flores e acender uma vela, lembrando o holocausto.

Eu estava em silêncio, em pé, junto com muitos integrantes cheios de sentimentos – perplexidade, tristeza, e talvez até com raiva – era difícil de descrever. Em pensamentos eu continuamente via os rostos do holocausto, diante de mim – alguns na minha idade, outros ainda mais jovens. Eu fechei os olhos e pedi pelos sobreviventes e para as famílias do holocausto.

„Eu desejava que tivesse algo que eu pudesse fazer“, pensei no meu luto, quando um trecho de João 3, 16 veio á minha mente: „Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito.“ Mas o que isso significa para mim? O que eu posso fazer?

„Você é a luz do mundo.“ Eu lembrava o que Jesus disse para seus discípulos – esses que o seguiam e viviam a sua vida. Ele foi a luz do mundo, e dele saía calor e bondade. Ele deu áqueles que necessitavam, a cura, paz e alegria. Ele ensinou o caminho da vida ás pessoas – Ele foi o melhor que Deus poderia dar á humanidade.

Através, de me tornar uma luz de Cristo, posso me tornar parte do amor de Deus a este mundo.

Eu reconheço que é isto que eu posso ser: uma luz, assim como foi Jesus, mostrar a vida de Cristo através da minha vida – o melhor que Deus poderia dar á humanidade. Não preciso fazer pregações diante de milhares de pessoas, fazer milagres, mas toda a sua bondade, benignidade, amor e a maneira como ele deu a sua vida pelos outros, isso deve brilhar da minha vida. Isso significa, que todos quantos eu encontrar, mesmo que contra minha natureza humana, sejam tratados por mim com bondade. Então eu ofereço meu próprio querer, igualmente como o fez Jesus, e assim me torno uma luz.

 

Me tornar uma luz, significa aprender a sabedoria de Deus, através da obediência aos comandos de Deus, para que eu tenha palavras boas e de ajuda, para aqueles que as precisam. Isso significa que eu aprendo, a ouvir a vontade de Deus, pela voz do espírito santo, a fim de que ele possa me usar, como ele quer.

„Assim Deus amou o mundo, que deu o seu filho primogênito.“ Eu posso me tornar parte no amor de deus para este mundo, quando eu me torno uma luz de Cristo. Isto é uma luz, que pode trazer ajuda e diretrizes para outros – á obediência, á Deus. Isso os convida a serem mesmos, uma luz no reino eterno de Deus. Posso fazer algo melhor do que isto?

„Deus me ajude a me tornar uma luz neste mundo.“ Eu disse a minha última oração, antes de deixar o mar de flores. Eu sentia, ter recebido uma resposta. Isto é algo que eu posso fazer, como pessoa bem normal nesse mundo, como cidadão bem normal neste país e como Cristão.