As dúvidas atacaram a garota errada

As dúvidas atacaram a garota errada

Escrito por: Naomi van Oord | Publicado: quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Embora ela tivesse crescido como cristã e vivido uma vida boa, elevada, Naomi chegou a um ponto onde ela sentiu que algo não estava certo; faltava-lhe algo. Ela percebeu que havia dúvidas se ela poderia ser como Jesus, e esas estavam segurando-a.

Naomi:

Sentei-me na reunião em lágrimas. Do pódio, ouvi uma mensagem poderosa de vitória sobre o pecado, de uma vida de transformação. (2 Coríntios 5:17) Tais discursos normalmente me encorajavam, mas no último tempo eles tinham começado a ser um fardo; que era uma espécie de algo a mais pelo qual eu deveria ser responsabilizado e dar contas. O que foi difícil o suficiente é que eu senti que eu tinha vivido uma boa vida, e sempre fui fiel. Eu pensei que eu dei tudo, mas ainda assim eu pude sentir claramente que algo estava faltando. Eu senti como eu nunca poderia entrar na mesma vida que Jesus viveu, que eu não poderia ser transformada de minha natureza humana à natureza divina, embora a Bíblia diz claramente que é possível.

Mas eu ainda sabia que eu quería isso, e eu tinha fé que este era o plano de Deus para mim! Não havia mais nada na vida que eu queria do que viver uma vida de discípulo, para seguir os passos de Jesus e superar qualquer tentação do pecado. Foi um sofrimento para mim que eu não acreditava em mim, e eu sabia que a vida havia passado de mim, se eu não a usei como deveria. Isto foi estressante para mim.

Nomear o inimigo

Então, eu não desistiu. Eu orei a Deus para que ele me mostrasse no que eu estava faltando. Ele deu-me luz sobre isso de que o motivo pelo qual parecia tão difícil foi porque eu duvidei que Deus era capaz de fazer um trabalho em minha vida, onde eu estava, com a vida cotidiana e da natureza humana que eu tinha. E ficou claro para mim que duvidar dele é realmente uma pena! O dia que eu chamei as minhas dúvidas de pecado foi o dia em que eu percebi que poderia derrotá-las, assim como eu poderia superar qualquer outro pecado. Foi tão libertador! Foi como se as luzes fossem ligadas novamente. 

O dia que eu chamei as minhas dúvidas de pecado foi o dia em que eu percebi que poderia derrotá-las, assim como eu poderia superar qualquer outro pecado.

Para começar, eu não sabia como eu deveria atacar a tentação de duvidar – onde devo começar? Mas eu cheguei a conclusao de que ser livre da dúvida, não foi um evento único, mas uma luta que eu poderia tomar cada vez que eu era tentada a duvidar. Foi uma escolha que eu tinha que tomar todos os dias: E pensar que eu poderia ser transformada.

A resposta foi muito mais fácil do que eu pensava. Deus não precisa de nada de mim, mas eu tenho que decidir-me e acreditar que Deus pode fazer sua obra em mim. Ele me pede para confiar plenamente nele e crer que Ele vai me dar todo o poder que eu preciso. Se eu não acreditar, ele não pode trabalhar comigo. «Ora, sem fé é impossível agradar a Deus.» Hebreus 11, 6.

Meus sentimentos não têm nada para dizer-me

Então eu parei de esperar pelos«sentimentos» que eles dissessem que eu cria. Eu decidi que eu creio. Meu lema é «Ore, creia e agradeça.» Agora eu acordo de manhã, eu oro, creio que Deus me ouviu, e agradeço-lhe. Então eu começo o dia com a confiança de que este vai ser um dia de vitória sobre o pecado. A oração do meu coração é: «Eu creio! Ajude a minha incredulidade!» Marc. 9,24. E Deus realmente me ajudou! E ele me ajuda mais na luta contra a incredulidade, dando-me poder e ajuda a vencer quando eu peço ajuda.

Meus olhos foram abertos a todas as oportunidades que existem realmente na minha vida diária, tão logo que eu cri que eu poderia ser como Jesus.

A partir do momento que eu escolhi a crer, então eu vi quanta mudança que houve em minha vida diária! Enquanto antes os dias tinham apenas passado rolando, antes, agora meus olhos foram abertos a todas as oportunidades que existem realmente na minha vida diária, tão logo que eu cri que eu poderia ser como Jesus.

A hora é agora

O mundo e o peso, a incerteza e a complexidade que existiam antes não tem poder sobre minha vida agora. E o resultado é que eu me torno mais e mais feliz. É assim que eu sei que realmente é verdade. Acontece algo em mim. É realmente uma vida muito simples. Não é preciso sentir que você quer; você apenas tem que agir. Basta tomar segundo por segundo. Seja fiel nas pequenas coisas que Deus dá nas condições de vida diária. Basta estar disposto a fazer o que Deus oferece para você. A maneira que eu tomo as coisas quando vem as grandes provações tem a ver com a forma como eu tomo as pequeñas coisas agora. Toda a vida é um acúmulo de «"agora"». Comece a crer agora. Comece por dizer não ao pecado agora. Você não tem que esperar por nada.

É realmente uma vida muito simples. Não é preciso sentir que você quer; você apenas tem que agir.

Toda vez que eu digo não a dúvida, eu apago uma parte da minha inclinação humana natural de duvidar. E essa parte é morta para sempre. Penso nela como se fosse uma montanha a qual eu corto pouco a pouco. Eu não posso ver cada pequeno entalhe que eu faço, mas é aí que a fé entra em jogo. Eu creio que se eu apenas continuar cortando, entalhando, um dia essa montanha desaparece. É apenas uma questão de tempo.

«Quem és tu, montanha magestosa? Diante de Zorobabel voce se tornará uma planicie.» Sac. 4,7.

Uma decisão diária

Então agora eu tomo uma decisão diária de que eu não duvidarei. E embora eu conheca a dúvida, não significa que eu duvido. Isso significa que eu sou tentada a duvidar, mas eu não concordo com ela. digo: «Não, eu não vou duvidar; Eu creio, e eu vou lutar de qualquer maneira, independentemente de como eu me sinto.» Então eu vou passar o dia sendo obediente ao que Deus age em mim, o que devo fazer. Eu vivo minha vida de acordo com suas palavras.

Assim, o futuro só pode vir! Tudo o que vem é apenas mais uma nova oportunidade para mim.

« E estou certo disto mesmo, que aquele que começou a boa obra em vos, vai completá-la até o dia de Jesus Cristo.» Felip. 1,6.