Jesus, meu melhor amigo!

Jesus, meu melhor amigo!

Escrito por: Åshild Opitz | Localizar: Bergen, Norwegen | Publicado: segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Quase 40 anos que Åshild Opitz tem Jesus como amigo. Aqui ela relata de suas próprias experiências. De que maneira ela fala com ele? De onde ela sabe, na realidade, que ele existe?

Eu tenho um amigo que tem todo o poder no céu e na terra. Ele sempre está pronto para falar comigo, e ele sabe perfeitamente o que acontece na minha vida.

Ele me ama, e como a voz da verdade no meu interior ele me conduz aos meus erros, sem contudo fazer acusações. Galardoador e cheio de bondade, ele me mostra, através de seu bom exemplo, uma nova e melhor forma de vida. Ele é o mesmo que me dá, cada vez mais força e maior desejo, para seguí-lo nesse caminho.

De que forma você comunica com ele?

Felizmente ele não espera formulações finas de mim.

Eu posso falar alto, ou também apenas no meu interior. Felizmente ele não espera formulações finas de mim. Todos que estão cansados e oprimidos, são convidados para chegar a ele e aprender dele, já que ele quer nos ajudar a encontrar a paz para as nossas almas.

Sempre mais situações me levam a pedir a Jesus: „Ajude-me agora, você conhece as circunstâncias, nas quais me encontro justamente agora. Mostre-me o que é certo e bom!“ Ou eu pergunto a ele: „Porque eu estou tão inquieto no momento?“

Conversar também significa ouvir. Apenas em silêncio eu estou em condições de ouvir as suas palavras no meu interior. Lá ele me dá novos pensamentos. Ele me mostra, de onde vem minha inquietação. As causas podem ser inquietação e exigências á outros, por exemplo. Mesmo quando tentamos nos posicionar segundo as expectativas de outros, o resultado é grande inquietação. Freqüentemente Jesus me lembra de uma palavra da bíblia, que posso tomar ao meu coração e converter. Porque somente quando sigo a palavra eu recebo paz e alegria.

Que bom que nenhuma situação é simples demais, para chegar com ela á Jesus – ele tem me ajudado maravilhosamente em muitas pequenas situações diárias.

De onde você sabe que Jesus não é apenas um produto da tua fantasia?

Eu tive a felicidade, conhecer muito proximamente, pessoas mais velhas que durante toda a vida tinham Jesus como amigo. Já em tempos de juventude eles tinham entregue o leme do seu barco, da mesma forma como um timoneiro entrega o leme do navio a um comandante, porque ele conhece melhor as águas revoltas. Se temos visto esses „barcos da vida“ que foram guiados em segurança por ondas altas, por falésias escondidas, então sabemos que um comandante estava em atividade, a quem também posso entregar o leme do meu navio com confiança. Foi a radiação dessas pessoas, sua bondade, alegria e gratidão, que me convenceram profundamente. Elas ouviram a Jesus em situações decisivas, que falou a elas através da própria consciência. Assim Jesus não foi um produto da sua fantasia, mas sim um amigo real e seu comandante.

Dessa maneira as pessoas não foram poupadas de preocupações e provas, mas sim do egoísmo, amargor, inveja e tristeza. Essa vida tem me impressionado profundamente, que eu pedi a Jesus, na idade de 15 anos, que assumisse a liderança na minha vida. Isso foi a melhor decisão que tomei na minha vida!
Hoje tenho 54 anos e ainda continuo totalmente dependente de sua condução e força!

Como nos tornamos amigo de Jesus?

Eu estava ciente de que precisaria um amigo confiável e comandante para a minha vida. Ao mesmo tempo eu cheguei a conclusão, de que o desejo de ser reconhecido por outros, acabava me levando a fazer coisas que na realidade eu não queria fazer. Jesus queria mesmo ser amigo de uma pessoa assim fraca de vontade? Jesus diz: „Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.“ Apocalipse 3.20. (Dessa vez Jesus ceou com seu melhor amigo.) A única condição é, abrir a tua porta! Eu senti essas batidas na porta do meu coração. Hoje eu estou muito feliz por ter aberto a porta para Jesus. Eu simplesmente orei para que ele esquecesse e perdoasse os meus pecados, e dei minha vida a ele. Desse dia em diante, até hoje ele tem sentado no trono do meu coração. E ele ainda tem muito a me dizer!

Qual a vantagem de ter Jesus como amigo?

Eu deixei caminho aberto para as lágrimas, e na minha angústia voltei-me a Jesus: „Você sabe mesmo o que tem para mim agora, Jesus?“

É totalmente impossível descrever de maneira satisfatória, o tamanho das vantagens e a ajuda enorme, que tem sido na minha vida, poder ter a Jesus como amigo na minha vida.

Eu gostaria de contar um incidente que aconteceu a 12 anos. Com idade de 42 anos tive diagnosticado câncer de intestino. Essa realidade colocou a minha confiança em Deus á dura prova. Eu já estava doente por algum tempo até que se descobrisse o que eu tinha. Naturalmente o diagnóstico „câncer“ me acertou como golpe de martelo– na realidade eu só tinha ido ao hospital para uma consulta.

Depois de ter recebido essa terrível notícia, deveria inicialmente esperar sozinha na sala de consultas. „O médico já vem“, diziam para mim. Ainda chocada, eu estava sentada, cheia de medo, em uma cadeira de plástico, aguardando o médico que deveria me receber. Os pensamentos passavam pelos nossos oito filhos, e por meu marido. O que será deles? Eles deveriam ver-me definhar e morrer? Meu menino mais pequeno tinha apenas 4 anos.

Eu deixei caminho aberto para as lágrimas, e na minha angústia voltei-me a Jesus: „Você sabe mesmo o que tem para mim agora, Jesus?“ Eu tenho câncer e com certeza ele já tem se alastrado, e além disso eu já estive doente há tanto tempo. O que será de nossos pobres filhos?“ Eu levantei os olhos, e de repente eu vi um calendário que estava pendurado na parede, bem á minha frente. Esse calendário tinha um versículo bíblico para cada dia. De todas as palavras da bíblia, possivelmente nenhuma poderia combinar tanto.
Tratava-se de uma afirmação do Evangelho de João capítulo 10, 14: „Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.“

Imagine você, ali, diretamente diante dos meus olhos estava uma palavra da bíblia, que me lembrava que sou uma de suas ovelhas, e que ele é o bom pastor, que conhece a mim, e aos meus, e eu também o conheço. Nunca ele tinha me deixado, mas sempre acompanhou com sua forla e ajuda. Isso poderia ter sido dito de maneira mais clara?

Quando finalmente o médico chegou, ele perguntou como eu estava, e como tinha recebido esse primeiro diagnóstico. „Eu estou muito bem, depois de ter lido a palavra naquele calendário“, eu disse. „Ah o calendário está no dia totalmente errado! Freqüentemente esquecemos de folheá-lo“, disse ele constrangido.

Na palavra de Deus existe uma força muito grande. Se nos decidimos por crer nela, isso nos dá uma paz inabalável.
Deus ouviu nossas orações íntimas, e também a oração de muitos outros – eu pude continuar a viver! Por isso eu estou indescritivelmente feliz. Jesus também me ajudou a não permanecer no medo de uma recaída. Ele ainda hoje, transforma a tempestade em bonança!

Existem coisas que Jesus também requer de nós?

No tempo em que Jesus viveu, muitos vieram a ele a fim de serem curados, mas eram bem poucos os que estavam realmente dispostos deixar seus próprios planos e seguí-lo. „Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.“, disse Jesus. E a palavra: „Se me amais, guardai os meus mandamentos..“ ¨confirma isso. Para todos os seus amigos ainda é assim hoje: „E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.!“