Quem é teu (um) exemplo?

Quem é teu (um) exemplo?

Escrito por: Heidi Weißgerber | Localizar: Hessenhöfe, Deutschland | Publicado: quinta-feira, 17 de julho de 2014

Você pode dizer a outros: "Faça como eu e assim você será feliz!“?

Copa do mundo de futebol. Na tela o jogo da seleção alemã contra a seleção de Gana. A expectativa é grande.

Benjamin Baur está acompanhando o jogo, juntamente com cerca de 800 crianças e jovens da colônia de férias. No segundo tempo quando Bastian Schweinsteiger e Miroslav Klose são substituídos, gritos e murmúrios entusiasmados são ouvidos nas fileiras dos espectadores.

As virtudes delas não eram um teatro. Elas eram as mesmas nas reuniões e durante a semana.

Depois do jogo encontro Benjamin, que ainda se lembra muito bem da cena. „Eu também estava exaltado. Isso foi uma ação muito massa“, conta Benjamin, que também gosta de jogar futebol. A conversa chega até as características qualitativas de diversos jogadores. „As vezes, justamente jogadores podem ter dois lados. Eles podem brilhar através de seu potencial de jogo, mas bons resultados no jogo não significa ser um bom exemplo na vida.“ Eu pergunto o que significa um bom exemplo para ale? „Eu vivenciei pessoas na minha adolescência que se preocuparam comigo. Experimentei a bondade e cuidado delas. Era tão bom poder estar junto delas. As virtudes delas não eram um teatro. Elas eram as mesmas nas reuniões e durante a semana. Ver como as pessoas que viveram assim na juventude estão bem hoje, me motiva a viver assim também“, conta Benjamin. Em meio a isso ele é muito ativo no trabalho das crianças e jovens e está ciente de sua responsabilidade.

Ser um exemplo para os outros pode parecer cansativo, eu acho. Mas Benjamin explica quais as experiências que ele teve através disso: „É estressante quando se tenta ser o que não é, se quero ser melhor do que sou, ou quando minhas motivações tem razões egoístas. Eu tenho que provar mesmo qual a minha motivação. Eu sou o mesmo Benjamin como cooperador dos jovens, do que sou junto com meus colegas de aula? Ou eu sou „santo“ no domingo e durante a semana muito diferente? Se eu me entrego de todo coração e com agradecimento, e não estou preocupado em desfrutar de um bom testemunho, então não se torna cansativo. Então é bem natural."

Você não pode simplesmete brincar de ser um bom exemplo.

Benjamin descreve como se exercita em ser um bom exemplo: „Então tenho que pensar em dois versículos. Está escrito em 1. Timóteo 4,16: "Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem." E 2. Coríntios 6,4: "Antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo; na muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias, [] na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido..." Paulo conduz a todo o tipo de circunstâncias nas quais precisamos servir. Também poderíamos dizer, exemplo no bem. Em tudo o que você faz, você deixa uma impressão para as pessoas ao redor. Ou você é um exemplo para o bem, ou para o mal. Você não pode brincar de ser bom exemplo. O exemplo consiste em ser fiel á voz de Jesus no teu coração, nas pequenas coisas diárias, onde ninguém te vê.

Com a pergunta, sobre se valeria a pena ser um bom exemplo, ele responde decidido: „Sim, claro. Isso leva a uma vida massa. Essa é a simples realidade! Eu tenho vivenciado que não apenas me torno mais feliz, mas também influencio positivamente outros com os quais estou junto. Não vale a pena querer ser um exemplo para ter reconhecimento. Mas sim vale a pena ser um bom exemplo, através de fidelidade no oculto, então também posso „salvar aos que me ouvem“ (1. Tim 4,16). Viva assim que podes dizer para os outros: Faça como eu e seja feliz com isso!“