Nenhuma intenção de pecar!

Nenhuma intenção de pecar!

Escrito por: Kåre J. Smith | Localizar: Norge | Publicado: sexta-feira, 8 de julho de 2011

Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem que falte a vocês coisa alguma. (Tiago 1,2-4).

A tentação não é pecado, é a prova da minha fé, se eu vivo perante a face dos homens, ou a face de Deus - uma prova para ver se realmente creio em Deus. Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamos a nós mesmos, e a verdade não está em nós. (1 João 1:8). Ter pecado significa que temos paixões e desejos, mas através da fidelidade no momento que somos tentados posso destruir aquele que tem o poder da morte. Então, posso me alegrar grandemente quando for tentado.

Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam. Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. (Tiago 1,12-15).

A culpa nunca é da outra pessoa

 Cada um tem que suportar suas provas e entrar na morte de Cristo nas coisas que vem sendo tentado. Não podemos estar vivos para Deus se carregamos as acusações que afetam nosso espírito. Quando estamos vivos para Deus então, amamos nosso irmão e não o acusamos! Os que recebem exortação na Bíblia são vivos para Deus. Não importa se a pessoa seja desagradável, Ele não nos obriga a pecar com a ira, impaciência, irritação, etc. Em outras palavras, a outra pessoa nunca vai ser a culpada- o pecado está na própria carne que tem despertado as coisas que acontecem. Se culparmos os demais em nossos pensamentos, então caímos no pecado e não resistimos às provas.

Ainda que tenha pecado, a intenção não é de cair no pecado. A tentação é uma prova para minha fé. Essa é uma vida emocionante. Mesmo que tenho pecado em minha carne, não tenho a intenção de cometer pecado!

Podemos ganhar vida eterna se resistirmos às tentações.

Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, ele também participou dessa condição humana, para que, por sua morte, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o Diabo. (Hebreus  2:14). A morte é  a grande decepção das pessoas pois, faz com que termine com os planos das pessoas. Podemos ganhar  a vida eterna se  resistirmos aos tentações. Jesus veio para libertar todos aqueles que têm medo da morte a que foram sobmetidos como escravo por toda sua vida.

Pois é claro que não é a anjos que ele ajuda, mas aos descendentes de Abraão.  Por essa razão era necessário que ele se tornasse semelhante a seus irmãos em todos os aspectos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel com relação a Deus e fazer propiciação pelos pecados do povo.  Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados. (Hebreus 2 16-18). Ele tinha que ser como seus irmãos! Isso não é fácil?

 

Retirado do Livro «Hyrde og Profet» "Pastor e Profeta"

© COPYRIGHT STIFTELSEN SKJULTE SKATTERS FORLAG, NORWAY | brunstad.org